RÁDIOS DE GALENA

Rádio de construção caseira "Home Building"

Os rádios de galena são merecedores de uma página especial.
Estes aparelhos nos remete aos primórdios da era do rádio, época em que Marconi e tantos outros abnegados inventores efetuavam testes com emissões de ondas radiofônicas.
Uma boa parte dos galenas existentes no mundo são rádios de construção caseira "home building", muitos outros foram fabricados por empresas que no início do século, deram início às comunicações, que viria a ser uma grande revolução na vida dos habitantes da terra, por isso a grande variedade de circuitos existentes.
Em suma, o rádio de galena básico se resume a uma bobina, um capacitor, um cristal de galena "daí o nome do rádio", um fone de ouvido de alta impedância, (2.000 ohms no mínimo), uma boa antena e um bom terra.
Os refinamentos ficavam por conta de cada montador, o qual, incrementavam seu aparelhos com os mais variados componentes, sendo que o mais conhecido era o "bigode de gato", usado para procurar a junção do cristal detetor na pedra, momento em que se conseguia ouvir a estação. Este bigode de gato como era conhecido, é formado por um arame de aço super fino em forma de espiral com uma base móvel que o apoiava e um pequeno cabo para operação da peça.
A operação deste rádio é extremamente simples, porem os resultados nem sempre satisfatórios, pois não possui etapas de amplificação de sinal.
Não precisando de corrente para alimentá-lo, era muito usado em locais onde não se dispunha de energia elétrica ou outra fonte de tensão.
Foi muito usado durante a guerra pelos soldados, devido ao seu pequeno tamanho, bastando esticar um fio com uns 20 ou 30 metros para se captar estações situadas a milhares de kilômetros de distância.
Este galena mostrado acima, foi construido dentro de um invólucro de uma mina terrestre desativada, provavelmente a mais de 60 anos.
Fone de ouvido de alta impedância fabricado por NEUFELDT & KUHNKEKIEL "N & K"

 

 

 

 

 

Rádio de rara beleza, montado em vários módulos, dentro de uma caixa de cedro envernisado com todos os componentes feitos em metal.
Empregando tecnologia somente popularizada em 1915, todos os módulos possuem a inscrição "RADIGUET A PARIS" , número de série "328".


O sinal proveniente da antena passa, em série, por várias bobinas ( lado esquerdo da foto ) comutadas por uma chave de 10 posições para ajuste do comprimento de onda, possuindo ainda um ajuste fino efetuado por um cursor deslisante, podendo sintonizar desde alguns kiloHertz até o final da faixa de ondas médias.

Possui mais duas bobinas do tipo "acoplamento indutivo" onde se ajusta a sintonia.
A sintonia é feita, variando-se os tapes da bobina maior atravez de um 2o cursor deslisante. O acoplamento para a etapa detetora é feito por uma outra bobina que corre internamente à primeira, proporcionando uma variação no acoplamento (vary-coupling).

Esta segunda bobina possue uma chave com 11 posições que em conjunto com os outros cursores, possibilitam um grande range de sintonia.


A etapa detetora é composta pela pedra de galena e o Bigode de Gato "Cat Whisker", tendo em sua saida os bornes para um fone de ouvido, onde por intermédio de outro cursor deslisante, podemos adicionar capacitores em paralelo com o fone.

Este rádio de galena está em perfeitas condições de uso, tendo sido feita somente uma limpeza depois de quase 100 anos guardado, sendo premiado e considerado como o rádio de galena mais antigo o qual se tem notícia no Brasil.

Veja a história completa da firma RADIGUET.

GECOPHONE Modelo BC 1385

Wavemeter fabricado pela General Electric Co. Ltd britânica em 1925, em caixa de mógno , composto de um variometer com escala de 0 a 180o, campainha e compartimento para bateria. Um instrumento de rádio para medir frequência. É composto de um oscilador de frequência calibrado e ajustável, capaz de excitar um rádio de galena ou outro qualquer atravez de acoplamento a curta distância, fazendo-se o ajuste e a leitura de ressonância em uma escala em graus, e com auxílio de uma tabela na tampa da caixa, faz-se a conversão para frequência.
Este instrumento tinha várias aplicações na época, entre eles, ajustar receptores, antenas, etç, como também, facilitar o ajuste do bigode de gato "Cat Whisker" no galena.

Rádio de construção caseira

Radio de Galena com sintonia por capacitor variável, bobina fixa com detecção via cristal de galena, montado em caixa de imbuia.
Possui um espaço lateral, onde se pode guardar o fone de ouvido e a antena.
Rádio de poucos recursos em termos de sintonia, consegui somente captar uma estação local.

Rádio de construção caseira

Radio de Galena com sintonia tipo varycoupling, com detecção via cristal de galena em pedra, montado por mim.
Fone de ouvido Trimm Featherweight de alta impedância fabricado por TRIM, INC. USA.

Veja no link abaixo, como construir este rádio de galena



MONTE SEU RÁDIO DE GALENA ( Descrição detalhada)

RETORNA AO ÍNDICE